Novidades

Pão: um alimento perigoso?

07/03/2017

Que a saúde passa pelo prato todos sabemos. Embora nem sempre seja fácil fazer as escolhas corretas devido às inúmeras opções pouco saudáveis com as quais nos deparamos diariamente, o desconhecimento de possíveis alimentos prejudiciais também traz prejuízos ao organismo, inclusive em relação ao câncer, especialmente do trato digestivo.

“Diversos produtos têm sido estudados como potenciais fatores de risco para o câncer de intestino. Porém, estabelecer uma relação de causa e efeito é muito difícil pela diversidade da dieta e da grande quantidade de interação entre os próprios alimentos”, esclarece o Proctologista Rafael Castilho Pinto.

Segundo ele, várias controvérsias sobre o que seria uma dieta saudável surgiram nos últimos anos. Um dos exemplos é o pão: embora alguns estudos científicos realizados na Ásia o associem a tumores do trato digestivo, principalmente em função de aditivos químicos utilizados no processo de industrialização, não há outras pesquisas que corroborem esta relação no mundo ocidental.

Apesar disso, fato é que o consumo excessivo de alimentos contendo trigo é uma realidade nos nossos dias. E, assim como os demais carboidratos simples e os açúcares, contribui para a ocorrência de doenças como diabetes e enfermidades cardiovasculares, bem como para um dos maiores problemas de saúde da atualidade: a obesidade.

O excesso de peso é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de vários tipos de tumor, incluindo o câncer de intestino. Conforme os estudos mais atuais, a obesidade é muito mais relevante nessas doenças do que a ingestão de um ou outro alimento individualmente.

“Ao pensarmos na prevenção do câncer de intestino por meio da alimentação, o nosso foco principal deve ser o combate ao excesso de peso. É necessário diminuir a quantidade diária de comidas com altos índices de açúcar e de carboidratos simples”, destaca o Dr. Rafael.

Enquanto novos estudos sobre o impacto daquilo que colocamos no prato seguem em andamento, uma dica é certeira: evitar o consumo de produtos extremamente industrializados e processados, priorizando boas porções de verduras e legumes de alto valor nutricional, é o melhor caminho para uma dieta saudável.